A história de uma viagem até às paisagens da Beira Alta não seria tão gratificante se não tivesse burros à mistura.

No passado dia 2 de março, a equipa do Centro de Acolhimento do Burro (CAB) rumou à Beira Alta a pedido da família do criador Manuel Francisco. Apesar de o Sr. Manuel ter um enorme carinho pela sua burra, devido à sua idade e a complicações de saúde não estava em condições de continuar a cuidar dela.
Mas deixar ir um companheiro de trabalho de longa data não é fácil. E o Sr. Manuel queria encontrar um local que pudesse acolher o seu animal com dignidade. Foi assim que chegou ao Centro de Acolhimento do Burro.

Precisar a idade dos animais que vivem toda uma vida connosco por vezes é difícil, perdem-se a conta aos anos e às histórias. A burra, batizada no CAB como Mila, nasceu nesta família há mais de 30 anos e viveu grande parte da sua vida a puxar arados e a carroça que servia de meio de transporte.

Se quem trabalha tem direito a uma reforma, porque não darmos aos animais que tiveram uma vida de trabalho a mesma oportunidade?
Apesar de toda a emoção que um resgate acarreta, agradecemos ao Sr. Manuel por se preocupar em proporcionar à Mila condições dignas nesta fase tão exigente da sua vida.

A Mila está integrada e, temos a certeza, a adorar partilhar as suas experiências com os novos amigos.